Barragens Financeiras

barragens financeiras_balbo

 

Recentemente, na cidade de Mariana, estado de Minas Gerais, uma barragem de mineradora se rompeu e provocou um impacto surpreendente, emblemático e imensurável ainda aos habitantes e corporações daquela região. Gostaria de chamar atenção de como os riscos operacionais e financeiros, especialmente os voltados à concessão de crédito – garantia de receita e prevenção a fraudes – estão sendo trabalhados em nossas empresas.

Tenho observado a pressão por resultados e os limites praticados, a eliminação de áreas, o apetite a risco, aos baixos resultados em terceirizações e a deterioração de pessoas e processos. Em cada um dos eventos ocorridos, os aspectos de maturidade, responsabilização, especificações, estrutura e ferramentas, dentre outros podem fazer a diferença.

A busca pelo imediatismo e a sobrevivência pelas metas nos tornam reféns e ao mesmo tempo míopes, além de ensinar às novas gerações a serem mais agressivas e arriscadas do que sua própria natureza.

A lama tóxica que desce o rio Doce e seus afluentes, elimina o ecossistema existente e arrasta toda a “receita” viva daquele local. A reflexão é saber se isto poderia ter sido evitado ou minimizado, tornando os modelos mais robustos, dinâmicos e conscientes ao longo do tempo.

Quantas Barragens possui sua empresa? Qual o nível tóxico delas? Qual sua estratégia de ação?

A Paseli apoia empresas brasileiras e internacionais a se adequarem ao momento atual, reduzindo riscos, diminuindo seus graus de incerteza e exposição, fortalecendo equipes a vencerem os desafios reais dos mercados de TIC – aumentando as chances de sucesso de suas operações de seu negócio.

Para saber mais sobre este tema, entre em contato com Waldemar Balbo Junior, Business Development Associate: wbalbo@paseliconsulting.com | +55 11 99963 0097