Porto do Açu terá maior base de apoio off-shore do mundo

A Prumo, empresa que desenvolve o Porto do Açu, no Norte Fluminense, divulgou hoje que a empresa americana Edison Chouest Offshore exerceu as duas últimas opções de aumento de sua área. A empresa também decidiu contratar mais 40 metros de cais, aumentando a sua área total para 597.400 m². A Edison Chouest está investindo R$ 950 milhões na unidade, que será a maior base de apoio offshore do mundo e poderá movimentar mais de 10 mil embarcações por ano.

Fundada em Louisiana, em 1960, a Edison Chouest é reconhecida hoje como o mais diverso e dinâmico fornecedor de soluções de transporte marítimo offshore do mundo. A empresa opera uma frota de mais de 230 navios, servindo uma base global de clientes em expansão. No Brasil, a empresa possui 70 embarcações de apoio marítimo offshore e um estaleiro em Navegantes, em Santa Catarina, onde constrói 6 embarcações por ano.

Para o presidente da Prumo, Eduardo Parente, o forte interesse da empresa americana no Porto do Açu prova que o porto será o principal polo para o setor de O&G. Com grande profundidade, localização estratégica e infraestrutura eficiente, o complexo portuário desenvolvido pela Prumo se apresenta como importante solução para a instalação de empresas do setor de O&G no Brasil.