Como Vender Para o Governo Brasileiro e Fazer Bons Negócios

Muitos se questionam sobre realizar vendas para órgãos públicos. Indagam sobre a burocratização do processo de participação em licitações e dos riscos de “entrar numa furada”. A Paseli Consulting, especialista em vendas para governo, tem o prazer de destacar abaixo alguns aspectos que desmistificam estes dizeres e te ajudará a entender o porquê vender para governos é uma ótima oportunidade de crescer e estabilizar suas vendas.

1 – O governo é a “empresa” que mais compra no país

Só em 2014, as compras governamentais atingiram a marca de 26 bilhões de reais, movimentando a economia e equilibrando o Brasil da crise de desemprego, que vem assolando diversos países da Europa nos últimos anos;

2 – A burocracia vem diminuindo

A administração pública tem procurado desburocratizar o processo de compras, ampliando o acesso às empresas ME/EPP e facilitando os mecanismos de participação em licitações. Atualmente, a maior parte dos processos de compra acontecem sob a modalidade pregão eletrônico, modalidade esta que torna os processos mais ágeis, rápidos e transparentes;

3 – A informatização aumentou os serviços licitados

Com o advento da informatização e dos pregões eletrônicos, a ampliação de oportunidades e concorrência cresce a cada ano, aumentando o número de fornecedores e demandando serviços mais especializados e qualificados por parte das empresas participantes;

4 – Os contratos são de longo prazo

A viabilidade de prorrogação de um contrato com o governo é muito grande, pois uma vez detectada a necessidade ela quase sempre continuará existindo e o governo continuará comprando;

5 – O caráter técnico é levado em conta

Num processo de venda ao governo nem sempre prevalece o menor preço, sendo altamente estimadas as melhores técnicas;

6 – Vantagens para micro e pequenas empresas

Empresas tipo ME/EPP são beneficiadas por uma legislação diferenciada que, no caso de um empate, ou quando seu preço difere entre 10 e 5% da empresa vencedora lhe é possibilitado refazer sua proposta e apresentar um novo valor para desempate, sob um tempo estipulado;

7 – Mercado atrativo para empresas estrangeiras

Com o crescente aumento do mercado envolvendo licitações, o Brasil torna-se um país em potencial para investidores estrangeiros.