Inovação sobre ótica do governo




      

Pesquisadores, especialistas e técnicos da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estiveram reunidos na sede da agência, para discutir e avaliar as bases para o desenvolvimento de um novo indicador capaz de medir o resultado da inovação.

O grupo já avaliou a proposta de um indicador composto, elaborado pela Comissão Européia usando os dados brasileiros.

Eduardo Baumgratz Viotti, coordenador do trabalho, afirma que, apesar de o Plano Brasil Maior (PBM) e a Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Encti) terem como objetivos centrais a promoção do avanço da inovação tecnológica no país, “esses documentos de política não estabelecem metas definidas em termos de resultados do processo de inovação de forma objetiva ou clara, como as metas fixadas em termos de dispêndio em pesquisa e desenvolvimento”.

O desenvolvimento de um indicador à semelhança daquele proposto pela Comunidade Européia poderia suprir essa lacuna.

Maria Luísa Leal, da ABDI, ressalta que tem havido crescente aplicação de recursos nas atividades científicas e tecnológicas por parte dos governos federais e estaduais e dos agentes econômicos. No entanto, a mensuração dos resultados não tem avançado na mesma proporção dos investimentos.

“Uma das razões que contribuem para esse problema pode estar relacionada à nossa dificuldade de mensurar a inovação tecnológica,” frisou ela, destacando a importância de recentes estudos com esse objetivo, como a Pesquisa de Inovação Tecnológica (Pintec), criada pelo IBGE em 2000 e divulgada a cada três anos, e a Sondagem de Inovação, coordenada e divulgada trimestralmente pela ABDI desde 2010.

Os resultados do esforço de pesquisa com os dados brasileiros serão entregues à Comissão Européia. Com isso, será possível abrir um diálogo e eventualmente aperfeiçoar o indicador proposto na Europa para que seja adequado também à realidade de países complexos e em desenvolvimento com o Brasil, a Índia e a China.

“O objetivo é divulgar e expor o material consolidado para toda a comunidade acadêmica, discutir com especialistas e técnicos em política industrial e avaliar as sugestões”, adiantou Maria Luísa.

Somos especialistas em:


Vendas para Governo

Soluções de ponta-a-ponta, com foco na indústria de TIC

Desenvolvimento de Negócios Internacionais

Vendas como serviço e operação iniciação, com foco na indústria aeroespacial, de equipamentos médicos e de TIC

Connecticut

Representação do Governo de Connecticut no Brasil

Nossas empresas



Depoimentos

  • Com a Paseli, criamos na América Latina um pipeline de USD 6 milhões de dólares e uma base de 150 leads qualificados, sem precisarmos investir em escritório, contratação e treinamento de equipe local.

    Maurício Costa

    Diretor comercial Openlink no Brasil, desenvolvedora global de soluções de software com +1200 colaboradores

  • Estou muito impressionado com a capacidade e velocidade que a consultoria entendeu o nosso negócio e necessidades, oferecendo uma proposta de serviço alinhada com o nosso orçamento.

    Jean Pierre Filion

    vice-presidente de Negócios Globais XMedius, líder global de soluções de nível empresarial para troca segura de documentos

  • A Paseli se prontificou e mudou o escopo do trabalho e os produtos que havíamos acertado, mantendo a qualidade. Tudo o que recebemos até agora superou as nossas expectativas.

    Nena Lentini

    Diretora de programas CDC Brasil, organismo operacional do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos presente em mais de 60 países

  • A agenda que montaram para essa visita foi impressionante. As consultoras sabem os próximos passos, sabem do que devem cuidar, no Brasil e também em Connecticut.

    Jason Giulietti

    Vice-presidente de Business Recruitment Connecticut Economic Resource Center (CERC), Agência que promove o desenvolvimento econômico de Connecticut

  • Nossa intenção era testar o mercado de fábricas de software de São Paulo para aprender sobre a necessidade das empresas e assim tornar concreto nosso plano de expansão. Também queríamos experimentar o modelo de terceirização da força de vendas, por isso escolhemos a Paseli como nossa representante comercial.

    Reno de Brito Pereira

    Diretor Polisys Informática, reconhecida fabricante de software na região centro-oeste

  • A minha expectativa foi plenamente atendida! A ideia era conhecer os tipos de suporte que teríamos na internacionalização e desenvolvimento de negócios em Connecticut – isso foi muito bem feito durante esta semana de matchmaking organizada pela Paseli.

    Luiz Tanaka

    Diretor Comercial Saipher - Air Traffic Control and Management Systems

  • O apoio que nos foi dado pela Paseli foi muito importante e a equipe alocada foi bastante ágil durante todos os processos.

    José Lima

    Diretor Sales & Operations Thomson Reuters, Thomson Reuters, multinacional com 60 mil empregados em mais de 100 países




Notícias

Mais notícias

Newsletter

Adicione o seu e-mail e receba as nossas novidades


Faça parte da nossa equipe